Associação Brasileira de Pesquisadores de
Comunicação Organizacional e de Relações Públicas

O impacto da pandemia nas eleições 2020 é tema de debate on-line com pesquisadores da USP e UNESP

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram

Evento aborda o que muda nas campanhas dos candidatos e candidatas às eleições municipais em 2020 em tempos de pandemia, em que o distanciamento social é uma das principais medidas de prevenção da Covid-19

Devido a pandemia, as campanhas eleitorais, que iniciaram no dia 27 de setembro e seguem até o dia 14 de novembro, deverão optar por um formato que respeite as medidas de distanciamento social. É diante deste cenário inédito da democracia brasileira que a Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USPpromove o debate on-line Eleições: democracia, cidadania e representações, que acontece no dia 14 de outubro, quarta-feira, às 17h.O evento integra a série ECA Debate terá transmissão ao vivo no canal da ECA no Youtube.

Luiz Alberto de Farias, professor do curso de Relações Públicas da ECA-USP e pesquisador na área de comunicação e opinião pública, conversa com Mariângela Furlan Haswani, também professora da ECA-USP e pesquisadora com estudos em comunicação pública e campanhas eleitorais, e Juarez Xavier, professor de jornalismo da UNESP e pesquisador nas áreas de jornalismo especializado, educação e diversidade racial.

Os três pesquisadores irão tratar de algumas questões-chave para as próximas eleições como o impacto das eleições de 2018 sobre o atual cenário político; as principais pautas de campanha da eleição deste ano; a representação de grupos minorizados (candidatos, eleitores e plataformas) e os perigos das fake news e a desinformação como armadilha de comunicação nas eleições 2020. Para Farias, “as fake news tem impactado permanentemente o processo político e permanentemente a democracia […]. É muito preocupante esse processo e a nossa legislação ainda não dá conta em relação a isso”, em entrevista recente à Rádio USP.

ECA Debate é uma série de encontros semanais que reunirão pesquisadores e pesquisadoras da USP e especialistas de diversas áreas para refletir sobre os mais diferentes temas e os impactos da pandemia do novo coronavírus na sociedade, que extrapolam a saúde, e atingem as relações sociais, a cultura, as artes, a economia e a política. “Com esta série de eventos, nosso objetivo é promover conversas sobre temáticas tão determinantes para nossas relações e percepções do atual momento e sobre as profundas reverberações da Covid-19 em nosso cotidiano, além de compartilhar com a sociedade um pouco do que a ECA tem feito durante a pandemia”, explica o professor Eduardo Monteiro, diretor da ECA-USP.

Um dos mais importantes centros de formação de pesquisadores, artistas e profissionais das áreas da cultura, das artes e da comunicação do país, a ECA tem mantido suas atividades acadêmicas durante a crise de Covid-19, realizado pesquisas sobre os impactos da pandemia em diferentes setores da sociedade e criações artísticas de professores e estudantes.

Os encontros da série ECA Debate acontecem até dezembro, sempre às quartas-feiras, às 17h, no canal da ECA no Youtube. Entre os temas previstos estão o impacto da pandemia no teatro, arte e tecnologia, a cobertura da imprensa à Covid-19 e o impacto da pandemia no setor cultural.

Após a realização, todos os encontros ficarão disponíveis no canal da ECA no Youtube.

Serviço:

ECA Debate – Eleições: democracia, cidadania e representações

Data: 14 de outubro, quarta-feira

Horário: 17h

Transmissão ao vivo no Canal da ECA-USP no Youtube

Informações para a imprensa:

Verônica Cristo

(11) 3091-8665 | comunicaeca@usp.br

Sobre a Escola de Comunicações e Artes da USP:

A Escola de Comunicações e Artes é uma instituição pública de ensino superior reconhecida pela excelência de sua produção acadêmica e artística e pela qualidade de seus cursos de graduação e pós-graduação. Pioneira na construção do pensamento comunicacional e artístico do Brasil, a ECA-USP tornou-se, nas últimas cinco décadas, uma escola de referência para todo o país e para a América Latina. Conta hoje com uma estrutura formada por oito departamentos, nas áreas de Artes Cênicas, Artes Plásticas, Cinema, Rádio e Televisão, Comunicações e Artes, Informação e Cultura, Jornalismo e Editoração, Música e Relações Públicas, Propaganda e Turismo, além de seis programas de pós-graduação stricto sensu, 11 cursos de especialização, inúmeros centros e núcleos de pesquisa e, ainda a Escola de Arte Dramática (EAD), dedicada à formação de atores.